domingo, 23 de novembro de 2008

Atormentado Tempo...











Quando o vento atormenta o tempo ,o mundo agonizante tenta

mudar rotas,

Enquanto a vida suspensa, sem tempo ,o confuso universo nas

estrela da voltas.

Revoltos, destelhados os homens do pó ,em sombras,

grades e solitárias grutas ,

Quando o vento atormenta o tempo ,o mundo agonizante

tenta mudar rotas.

A poesia massacra a alma, o corpo ...

Os dia,as horas passam loucas, rotas,as cicatrizes

escalam esgotos e o topo,

O vazio silencia as palavras famintas...

Quando o vento atormenta o tempo.






Maria Thereza Neves






0 comentários:

Amigos